22 setembro 2009

Miguel Esteves Cardoso - Lorelei - 1

"Lorelei vem de uma água escura! Há uma luz de navios caídos e está presa aos cabelos dela, noite e dia!
Noite e dia tem a pele molhada e o corpo em sobressalto. Não consegue parar a alma, sempre em mudança.
Põe-se de pé no alto de uma pedra, a chorar. Esquece, grita, chama, adormece.
Lorelei levanta-se. Levanta-se outra vez. Nos olhos tem o azul sujo de um mar cansado de céu.
Queixa-se, espreguiça-se, lava-se em lágrimas e floresce. Acorda.
Quando Lorelei acorda, o mundo tem ordens para não olhar.

É uma sereia. Não se vê. Não se percebe.
É magia? É uma magia que ainda não cresceu.
É de pele? É de pedra? É de água. Não se percebe.
Lorelei não se percebe. É uma sereia. Uma sereia é um problema que não se resolve facilmente, que gosta de grutas.

Não gosta de vir à tona de água. Tem medo das alturas. Não gosta da sensação do ar nos olhos. Não suporta a claridade. Sem a ajuda da água, todas as cores acabam por esbranquiçar. Sempre que está em terra, a tratar das coisas que as sereias tratam, tentando aliciar o primeiro marinheiro do dia, apetece-lhe desistir e mergulhar, abrir os olhos e olhar. Não gosta nada quando os marinheiros não vêm ou não correspondem ou só aparecem muito tarde. Não gosta nada de não se despachar. Mas gosta de estar deitada de costas no chão do rio, num dia de calor, a adivinhar quantos azuis tem o céu. A água funda é mais fresca no verão e ela gosta de estar horas sem se mexer, a sentir o rio inteiro a passar por cima dela. Lá em cima, no barulho branco do outro mundo, quase se vêem os pássaros inteligentes a nadar na ventania.
Não gosta de estar cá em cima. Nada. A escuridão do rio é a única coisa capaz de a sossegar."

4 comentários:

1entre1000's disse...

:)... tão bonito!

Nuno disse...

poderoso MEC.
ainda há mais 7 pe(cad)(daç)os.
hão-de aparecer por aqui.

Anónimo disse...

Como te entendo Lorelei!

Nuno disse...

( )

"Há uma luz de navios caídos e está presa aos cabelos dela, noite e dia!
"

os nove capítulos de Lorelei são inesqueciveis.