18 dezembro 2010

( )

"De repente a noite rasga-se e surge uma praia
em que os corpos estonteados acordam
a boca encostada ao mar superior que folheia
o ar que a respirar obriga e bate e canta."

(anónimo em coment mode)

Sem comentários: