31 dezembro 2010

(também) porque californication season 4 é uma grande série


"Para a minha querida e linda filha,

estou a escrever-te uma carta.

É verdade, uma carta à antiga.

É uma arte perdida, a sério.

[ ... ]

Eu tenho uma confissão para fazer.

Não gostava muito de ti ao princípio,

eras uma tagarela irritante.

Mas cheiravas bem.

A maior parte do tempo.

Mas não parecias ter grande interesse em mim.

O que eu claro, achei vagamente insultante.

Eras só tu e a tua mãe contra o mundo.

Engraçado como algumas coisas nunca mudam.

Portanto eu atravessei o risco, agindo como um idiota.

Sem realmente perceber, o que ser pai muda em nós.

E não lembro exactamente o momento onde tudo mudou.

Apenas sei que mudou.

Num minuto era impenetrável.

Nada me podia tocar.

No próximo de alguma forma o meu coração batia fora do meu peito.

Exposto a todos os elementos.

Amar-te, tem sido,

a experiência mais profunda, intensa,

dolorosa da minha vida.

De facto, tem sido quase demasiado para suportar.

Como teu pai, fiz um voto silencioso,

de te proteger do mundo.

Sem nunca perceber que iria ser eu,

quem te magoaria mais.

Quando rebobino para a frente, o meu coração despedaça-se.

Mais porque não te imagino,

a falar de mim com orgulho.

Como poderias?

O teu pai é uma criança num corpo de homem.

Ele preocupa-se com nada e com tudo, ao mesmo tempo.

Ninguém acha que ele pode agir.

Alguma coisa tem de mudar.

Alguma coisa tem de ceder.

Está a tornar-se escuro.

Demasiado escuro para se ver."

hank moody

2 comentários:

vanessa disse...

:)

Anónimo disse...

Não serás tu q andas contra o mundo???
Mãe é mãe por muitas palavras bonitas q a tua mão escreva.....nunca conhecerá a tua alma amor igual.