10 janeiro 2011

até as sociedades mais primitivas admitem os seus loucos 20110110



- imagem de Crissant -

( com um agradecimento, daqueles, grandes, muito: grandes, à Cláudia Pedrosa )

"a rectidão da água; o crescimento
das avenidas, ao anoitecer, sob a nua
vibração dos faróis;

o laço, mesmo, das portas só
entreabertas, onde a luz
silenciosa se demora;

são memórias, decerto, de um anterior
esquecimento, uma inocente
fadiga das coisas,

como os corpos calados, abandonados
na véspera da guerra, o teu
jeito para

o desalinho branco das palavras,
altas as
asas de nuvens no clarão do céu

em vão rigor abrindo
o destinado enigma: assim
desconhecer-te cada dia mais

ausente de recados e colheitas,
em assustado bosque, em sombra
clareira,

ao risco dos rios frívolos descendo
seixos polidos, desinscritos,
imóveis movendo

a luz do dia;
a margem recortada, aonde vivem
ausentes e seguros, os luminosos

animais do inverno;
assim são na verdade os muros claros;
assim respira o tempo, a terra intensa"
antónio franco alexandre


"Vimos do tempo da falta mínima
da casa construindo as folhas de quadrícula
(quando um traço mais que expressivo preenche
o vazio de uma folha)
nem beleza nem fim
nem número ordenador como fantasma.

Todas as memórias partilhámos
a ruína compreende tudo.
Compreender quer dizer abraçar
(linhas e cruzamentos na procura da folha)
o mundo inteiro nos é dado.

Mais tarde (mais além
dois furos a passagem para o útil)
as dunas darão lugar a campos cultivados?
Quero dizer
não rejeito do movimento toda a impaciência
toda a dissolução.
(pouco a pouco) Até onde podemos ir?"
joão miguel fernandes jorge


"Faz-me o favor de não dizer absolutamente nada!
Supor o que dirá
Tua boca velada
É ouvir-te já.

É ouvir-te melhor
Do que o dirias.
O que és nao vem à flor
Das caras e dos dias.

Tu és melhor - muito melhor!
Do que tu. Não digas nada. Sê
Alma do corpo nu
Que do espelho se vê."
mário cesariny


"A saudade é provavelmente o sentimento mais belo que se pode ter por alguém. Saudade significa sentir a falta, significa aquecer o coração com momentos simples vividos em par, em companhia. Com gestos, tiques, risos e sorrisos. Com zangas, discórdias, ira e frustração. Momentos íntimos, plurais. Comunicar por olhares, por meias-palavras. Chegar ao fim antes de estar a meio.

Dias nostálgicos trazem saudade. Saudade que de quem já cresceu, saudade de quem já foi novo, saudade de quem partiu, saudade de quem está longe.

Agarro-me a pequenas coisas. Gosto de recordar quando me sentava nos joelhos de quem já foi novo ou já partiu. Gosto de lembrar de quem já cresceu quando se sentava a meu colo a ouvir-me cantar. Gosto de evocar os momentos de silêncio partilhados com quem está longe de mim. “Saudade” é bom, mas fere a alma.

Hoje em especial tenho saudade de todos os que sinto meus. Saudade dos afectos trocados, dos mimos e carinhos que esbanjamos a troco de um sorriso. Do meu colo, do colo dos outros. Dos beijinhos repenicadinhos, excessivos. Dos abraços em conjunto. Dos meus meninos e meninas e de ser a menina deles e delas. Tenho saudades das manhãs, das tardes e das noites que passei e que passamos.

Tenho saudades de ter medo de os perder, saudades de saber que sãos meus para sempre. Saudades, saudades, puras saudades de sentir que o mundo pausou para nos ver brincar e recordar também as saudades que tem de nós.

Fico triste por esta distância espácio-temporal de uns e de outros, de quem nunca mais verei excepto nos desenhos que faço na mente, mas sou feliz por ser proprietária de tantos e bons momentos, de tantos e bons sorrisos, de tantos e bons carinhos, de tanto amor, calor, gratidão, compreensão, protecção, de tantos tiques e gestos que desmonto em duas pinceladas.

Estou agridoce."
cláudia pedrosa


00 genérico
01 Love And Rockets - Saudade
02 Lilium - Whitewashed
03 Bowebirds - Spring Song
04 Love Like Fire - Dust
05 The Savings And Loan - Catholic Boys In The Rain
06 António Emiliano - Procissão
07 The Wedding Present - What Have I Said Now
08 Yellow Ostrich - Libraries
09 Gem Club - Animals
10 The Radio Dept. - A Token Of Gratitude
11 Coma Cinema - Business As Usual
12 Willard Grant Conspiracy - Skeleton
13 Frightned Rabbit - Floating in the Forth



para outras escutas - se pretendido em MP3

para P

6 comentários:

Crissant disse...

Olá Nuno,
Justo no dia que apareço por aqui me deparo con tao especial post.
Espero que tenha disfrutado das festas.
Desde já, te desejo o melhor para seu ano novo!

Abraço.

Nuno disse...

Olá Crissant,

é sempre bom ver-te aparecer por aqui: melhor ainda visitar-te.

Um bom ano para ti a todos os niveis e para o teu excelente trabalho!

Abraço.

p disse...

“para P” é uma tamanha duma maldade :) acrescentada no fim. porque ainda penso que coisas destas não se agradecem, diz-se apenas como nos tocam e nos são capazes de mudar.

às vezes, vamos lendo os outros durante tempos, ouvindo o que ouvem, do que gostam, como sentem: e fazemos deles a nossa leitura, as nossas palavras, os nossos olhares engrandecidos sobre as coisas, as nossas canções que guardamos, o espanto: de alguém ser. mesmo que guiados por uma mão invisível que não é a nossa, eles são aquilo que sentimos em nós, que se transporta entre uma coisa e outra, nunca sabemos bem o que são, ou como são. só sabemos que para nós são [: assim].
tu tens aqui quase tudo o que sou. desde a imagem, às palavras, às canções, ao que me significa: aqui. e isso é mesmo muito: imenso. tens quase tudo. quase. só falta o nome. mas esse, assinaste tu por inteiro: Nuno.
( )

Nuno disse...

obrigado

as canções estão ai para ser recolhidas.

as palavras deles valem muito.

as da cláudia são muito.

a imagem é tudo.

eu só me limitei a pô-las aqui.

sem assinatura, claro

Vanessa disse...

caramba, qualquer dia deixo de comentar... ufa! :)

Nuno disse...

não faças isso ;)
se o fizeres não deixes de aparecer :)