30 junho 2011

espectro



( imagem de crissant )

os girassóis desagregam-se perante a chegada que traz as canções em que a vida se desalinhou.

perguntas-me de onde se pode alcançar o que se não perde.

sabes a resposta e no entanto olhas-me como te pudesse recusar o acesso ao segredo que te divide a linha do pensamento: perturbo-te no caminho até ao medo ou entonteço-te as vontades e as migrações do corpo?

há sombras que desaguam nas muralhas que teci para que alongasses o espectro que assola o arrojo de me dizeres que ficas.



pieter nooten : equal ways

Sem comentários: